Construção do Campus Guarabira já movimenta cidade


Saindo do papel e virando realidade. É assim que os profissionais envolvidos com o IFPB em Guarabira estão vivenciando o momento do início da obra do prédio definitivo. Mesmo apenas com o canteiro de obras instalado e na fase de terraplanagem e marcação das vias de acesso, a construção já representa a consolidação do projeto iniciado há um ano e meio. O barracão já foi instalado pela Link Engenharia Ltda, empresa que venceu a licitação. 

Para o diretor Administrativo do IFPB Guarabira, Leewertton de Sousa Marreiro, a chegada da instituição já está influenciando a expansão imobiliária no município. “Há mais loteamentos instalados na área e vamos contribuir para a expansão da cidade, que estava estrangulada no Centro, crescendo verticalmente. Mais profissionais virão para cá e o Campus vai cumprir a missão de formação educacional e desenvolvimento para a região do Brejo”.

A sede ficará instalada na PB 057, km2, e o terreno possui 81.217,92 m² de área. O engenheiro do IFPB, responsável pelo acompanhamento da obra, Wagner Trajano, informa que serão construídos um bloco administrativo com 1.783,00 m² e dois blocos acadêmicos, com 13 salas de aula, interligados através de uma rampa de acesso e escada. Tanto o bloco administrativo quanto os blocos acadêmicos possuem dois pavimentos. Cada bloco acadêmico terá 1.766,11 m² e as salas de aulas terão 63,73 m² e 18 laboratórios específicos cada um com aproximadamente 63,73 m². Cada pavimento tem banheiros masculinos e femininos todos com acessibilidade.

Será construída uma guarita, caixa d’água, construção de todo o muro de contorno do terreno. Nos serviços de urbanização e paisagismo, serão plantados 6.000 m² de grama, utilizados 11.800 m² de pavimento em paralelepípedo e 5.600 m² de pavimento intertravado. Toda a rede elétrica e iluminação do campus e construção de parte dos estacionamentos também estão previstas nessa primeira etapa.

O valor total que o Governo Federal vai destinar a essa primeira etapa da obra é de R$ 9.900.410,31. Cerca de 150 operários devem trabalhar na construção. A previsão de conclusão é janeiro de 2015. O diretor Leewertton informa que a segunda etapa prevê a biblioteca, o refeitório e o complexo esportivo, com piscina e ginásio. Mais R$ 15 milhões devem ser destinados para a conclusão desses novos equipamentos.

Imprimir artigoGuardar como PDF
>