Estrutura milionária abandonada na PB está próxima de ser ativada



O deputado estadual Jutay Meneses (PRB) trouxe uma grande notícia não só para a economia paraibana, como para os milhares de paraibanos que ainda passam fome no Estado. De acordo com o parlamentar, a luta encampada por ser partido, que agora comanda a pesca federal por meio do ministro Marcelo Crivella – presidente nacional do PRB – está próximo de surtir efeito: ser enfim ativada a Estação de Piscicultura, obra que custou 1,2 milhões aos cofres públicos e que, até agora, não recebeu sequer 1 dos 5 milhões de alevinos previstos para começar a produção.

Com base na cidade sertaneja de Marizópolis, o complexo piscicultor – incrustado no perímetro irrigado de São Gonçalo - é o retrato do abandono e do alto investimento público sem retorno social. Projetado para servir como uma fonte de recursos para os pescadores da região, onde a produção seria comprada pelos Estados de Paraíba e Rio Grande do Norte para alimentar a população, até hoje o espaço mais parece um “recanto fantasma”, entregue ao descaso e ao mato.

“Os pescadores querem trabalhar, mas infelizmente é o Dnocs que fica criando dificuldades”, disparou Jutay, que culpa a instituição responsável pela obra pela sua ociosidade.

De acordo com o parlamentar, os próprios pescadores se mostraram dispostos a abraçar a causa do PRB e fazer o que for preciso para colocar a Estação em atividade.

“Estamos encarando o Dnocs de frente e já recebemos sinais que essas dificuldades serão sanadas. Espero que em poucos dias já estejamos autorizados a espalhar os alevinos na estrutura”, destacou.

Imprimir artigoGuardar como PDF
>