Gigante da Colina vence o Flu por 3 a 2



Em um jogo de muitos gols e viradas, o Vasco venceu por 3 a 2 o Fluminense, neste sábado, e se garantiu na final da Taça Guanabara. Após abrir o placar com Bernardo, os cruzmaltinos sofreram a virada dos tricolores com Thiago Neves e Wellington Nem. No entanto, Romário e Dedé colocaram a equipe comandada por Gaúcho a frente de novo no marcador e deram números finais ao confronto, no Engenhão.

 Assim, o Vasco fica esperando o vencedor da outra semifinal, entre Flamengo e Botafogo, neste domingo, para saber quem vai enfrentar na decisão. Os cruzmaltinos não vencem um turno do Campeonato Carioca há nove anos e pode acabar com o jejum. Na final, caso encare os rubro-negros, vão precisar da vitória. Já se o adversário for os alvinegros, o empate servirá para levantar a taça.


O Fluminense terá pouco tempo de descanso, pois volta a campo nesta quarta-feira, pela Libertadores. Os tricolores vão receber o Huachipato-CHI, no Engenhão.





O jogo - Com a obrigação da vitória, o Fluminense começou a partida com o domínio da posse de bola. Os tricolores criaram uma ótima chance de abrir o placar logo no primeiro minuto.

 Thiago Neves tabelou com Fred e chutou da entrada da área. A bola bateu na trave esquerda de Alessandro para a sorte do Vasco. O panorama seguiu o mesmo, e aos dez minutos a equipe de Abel Braga novamente teve oportunidade de marcar. Após cobrança de escanteio, Anderson apareceu sozinho e finalizou, mas em cima de Alessandro, que estava sobre a linha.
O Fluminense seguia com o domínio da partida e não sofria com os contra-ataques do Vasco, que errava muitos passes. Os tricolores passaram a ter dificuldade em criar bons lances. Somente aos 27 minutos, Fred teve boa chance, mas dominou errado a bola e viu Alessandro sair do gol para salvar os cruzmaltinos. Quatro minutos depois, novamente o atacante aproveitou cruzamento de Carlinhos, mas cabeceou para fora.

Na parte final do primeiro tempo, o Vasco conseguiu se livrar um pouco da pressão e passou a avançar com mais intensidade. No entanto, os cruzmaltinos seguiam errando muito e não ameaçaram Diego Cavalieri. 
O Fluminense diminuiu e ritmo e também não chegou perto de abrir o placar até o intervalo.

No segundo tempo, com uma marcação melhor, o Vasco não era ameaçado pelo Fluminense e teve sua grande chance aos nove minutos. Após passe errado no meio dos tricolores, Carlos Alberto puxou o contra-ataque e tocou para bernardo dentro da área. O meia passou por um marcador e chutou cruzado, mas Diego Cavalieri estava bem colocado e fez a defesa.

O Fluminense tentava pressionar, mas não conseguia sair da boa marcação vascaína. O Vasco roubava muitas bolas na intermediária e tinha espaço para atacar. Em um dos contra-ataques, os cruzmaltinos abriram o placar, aos 25 minutos. Éder Luís avançou pela direita e cruzou para Bernardo finalizar. Diego Cavalieri ainda tocou na bola, mas a viu ir para a rede.

Depois do revés, os tricolores foram para cima e conseguiram chegar ao empate aos 32 minutos. Após cobrança de lateral para a área, Rhayner dominou mal a bola, mas ela sobrou para Thiago Neves chutar. O goleiro Alessandro tocou na bola, mas ela foi para a rede.

Com a igualdade no placar, o Fluminense seguiu pressionando e chegou a virada dois minutos depois. Carlinhos chutou cruzado, Alessandro fez grande defesa. No rebote, Rhayner cruzou e Wellington Nem finalizou sem chance para Alessandro.

Quando parecia que os tricolores ficariam com a vaga para a decisão, o Vasco se lançou ao ataque e conseguiu empatar, aos 39 minutos. Dakson cruzou do bico da área, a bola passou por todo mundo e Romário, que havia acabado de entrar, mergulhou para cabecear para o gol.

Mesmo com o placar sendo favorável, o Vasco aproveitou mais um cruzamento para virar o confronto, aos 41 minutos. Após bola levantada, Dedé apareceu no meio da pequena área para finalizar para a rede de Cavalieri e definir a semifinal.

Nos minutos finais, os vascaínos passaram a administrar a pressão do Fluminense e seguraram a posse de bola quando podiam. Assim, esperaram até o apito final para comemorar a vaga para a decisão da Taça Guanabara.


FICHA TÉCNICA - VASCO 3 X 2 FLUMINENSE
Local: estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de março de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Wagner Santos e Jackson dos Santos (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Wendel, Fellipe Bastos, Alessandro, Dakson, Pedro Ken e Bernardo (Vasco); Wellington Nem (Fluminense)

Gols:
VASCO: Bernardo, aos 25, Romário, aos 38, e Dedé, aos 42 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Thiago Neves, aos 33, e Wellington Nem, aos 35 minutos do segundo tempo
VASCO: Alessandro; Nei, Dedé, Renato Silva e Thiago Feltri (Romário); Abuda (Fellipe Bastos), Wendel, Pedro Ken e Carlos Alberto; Bernardo e Eder Luis (Dakson)

Técnico: Gaúcho
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Wellington Silva), Gum, Anderson (Rhayner) e Carlinhos; Edinho, Jean, Deco (Wagner) e Thiago Neves; Wellington Nem e Fred
Técnico: Abel Braga

Imprimir artigoGuardar como PDF
>