Prefeito Romero firma convênio que garante apoio ao Campinense


 O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, prestigiou na tarde deste domingo, 3, a emocionante partida semi-final da Copa do Nordeste entre Campinense Clube e Fortaleza, no Estádio O Amigão. Antes da partida, vencida por 1 a 0 pelo representante paraibano, o prefeito campinense e o presidente da Raposa, empresário William Simões, firmaram o convênio que assegura apoio financeiro ao time rubro-negro, sendo liberados, de imediato, os dois primeiros cheques referentes aos meses de fevereiro e março, sendo cada parcela de R$ 35 mil. Mensalmente, o clube vai receber apoio financeiro com esse valor.

Na companhia do prefeito, estavam o secretário de Juventude, Esporte e Lazer do Município, Gustavo Ribeiro, o coordenador de Comunicação da PMCG, José Araújo, e outras autoridades. Romero, vestindo a camisa rubro-negra, foi ovacionado pelo grande público que lotou as dependências do Estádio O Amigão, pois o seu gesto de apoiar as maiores equipes do futebol campinense é motivo de reconhecimento das torcidas locais.

Do total de R$ 35 mil de cada cheque, R$ 5 mil são referentes à amortização da dívida de R$ 120 mil herdada da gestão anterior, que deixou de repassar aos clubes quatro parcelas do antigo contrato de R$ 30 mil. A entrega dos primeiros cheques dá andamento ao acordo firmado pelo prefeito com os dois clubes de Campina Grande no início do mês passado, quando, em reunião com os dirigentes de Treze e Campinense, Romero se comprometeu a renovar o contrato e parcelar a dívida.

Os contratos estabelecem como contrapartida que os clubes da cidade divulgarão a Prefeitura de Campina Grande e a marca do Maior São João do Mundo em seus uniformes durante as competições. Para o prefeito, a iniciativa demonstra a importância que a atual gestão dispensa aos dois clubes locais e, ainda, de forma particular, o seu incentivo ao desenvolvimento do futebol local, o qual, a cada ano, através de Treze e Campinense Clube, tem sido bem representado no cenário esportivo brasileiro.




Ascom

Imprimir artigoGuardar como PDF
>