PB é o penúltimo em investimento do PAC 2


Paraíba receberá R$ 13,15 bilhões em investimentos e é o segundo do Nordeste com menor investimento no PAC 2.



A Paraíba é o segundo Estado do Nordeste com o menor investimento da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) - perde apenas para o Estado de Alagoas.

Até 2014, a Paraíba receberá R$ 13,15 bilhões em investimentos, enquanto os vizinhos Rio Grande do Norte e Pernambuco receberão no mesmo período R$ 37,77 bi e R$ 82,79 bi, respectivamente. O levantamento foi extraído do último Balanço de Atividades do PAC em que foram divulgados dados por Estado.

Ontem, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, anunciou um novo 'pacote', de R$ 33 bilhões, para todo o país. Destes, a Paraíba será contemplada com cerca de R$ 350 milhões.

No ranking de investimentos do PAC 2, a Bahia lidera com R$ 89,63 bilhões, seguido por Pernambuco (R$ 82,79 bi), Maranhão (R$ 68 bi), Ceará (R$ 60,71 bi), Rio Grande do Norte (R$ 37,77 bi), Sergipe (35,23 bi), Piauí (R$ 20,08 bi), Paraíba (R$ 13,15) e Alagoas (R$ 10,92 bi).

Essa disparidade foi denunciada ontem pelo deputado Trocolli Júnior, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Ele criticou os investimentos feitos pelo governo federal no Estado e disse que a bancada paraibana em Brasília precisa agir de forma enérgica para que o Estado passe a ser respeitado pela presidente Dilma Rousseff (PT) e deixe de receber esmolas. “A conta é simples, Pernambuco vai receber seis vezes mais que a Paraíba, como se o Estado fosse seis vezes maior que a gente. O pior é que o Rio Grande do Norte é bem menor que a Paraíba e vai receber o dobro de recursos”, disse.

O 5º Balanço de Atividades do PAC foi divulgado em 19 de novembro de 2012. Este ano, o Ministério do Planejamento divulgou um novo balanço, mas apenas com dados nacionais. O balanço regional deverá ser divulgado nos próximos dias.

MINISTRO GARANTE RECURSOS PARA JP E CG

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que participou da reunião da presidente Dilma Rousseff com governadores e gestores municipais ontem, em Brasília, disse que a obra viária vai interligar 21 bairros. Ele afirmou que o município será responsável por uma contrapartida de R$ 5 milhões, totalizando R$ 135,4 milhões.

“Os recursos serão aplicados em intervenções importantes, numa linha de circunferência em toda cidade na parte interna e externa, contemplando 21 bairros", explicou Romero.

CAPITAL
Em João Pessoa, o recurso será destinado a obras de melhoramento, restauração e pavimentação da Rua do Capim e das avenidas Ministro José Américo de Almeida (Beira Rio) e Epitácio Pessoa. A proposta foi publicada na Portaria 111 do Diário Oficial da União e de acordo com o coordenador do PAC na PMJP, Rui Leitão, serão destinados R$ 6,3 milhões.

O coordenador do PAC em João Pessoa também garantiu a aprovação do projeto de ampliação da rede integrada de corredores de transporte público e implantação do sistema integrado de BRTs (Bus Rapid Transit) e a faixa exclusiva de ônibus do corredor Tancredo Neves. O investimento nessas obras chega a R$ 44,5 milhões.

O Ministério das Cidades também aprovou propostas de obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Foram contempladas as obras de implantação do sistema adutor São José - terceira adutora de Água Bruta, ampliação e melhorias na ETA de Gravatá, em Campina Grande; terceira etapa da implantação do Sistema Adutor Abiaí-Papocas; implantação de rede coletora de esgotamento sanitário em área do bairro do Cristo Redentor; ampliação do sistema de abastecimento de água do reservatório RC (R21) e dos Conjuntos Cidade Verde, Cidade Jardim e adjacências, em João Pessoa.


http://www.jornaldaparaiba.com.br/no...mento-do-pac-2

 http://feed2.w3.org/check.cgi?url=http%3A//www.terraguarabira.com/feeds/posts/default

Imprimir artigoGuardar como PDF
>