Agricultores fazem protesto contra dívidas junto ao BNB em Guarabira

Produtores e criadores rurais e vários municípios da região do Brejo realizam uma protesto nesta quarta-feira (3), no centro da cidade de Guarabira. Dezenas de carcaças de ossos de animais bovinos foram despejados em frente a agência do Banco do Nordeste, que fica localizado na Avenida Dom Pedro II.



De acordo com Jair Pereira, que coordena o movimento de produtores endividados, o protesto objetiva sensibilizar as autoridades para o sofrimento que passa o homem que vive no campo por causa da seca e reivindica o perdão das dívidas dos produtores que não tem como quitar empréstimos devido aos efeitos devastadores da seca no Nordeste.

De acordo com o produtor Rubens Fernandes, o nordestino vem sendo castigado pela seca e perseguido pelo Banco do Nordeste que cobra a dívida e ameaça tomar a terra. “Essa caçamba de carcaça de ossos de animais é apenas uma parte de muitos que tombaram porque não tem alimento nem água para saciar a fome do rebanho. Isso é de partir coração de quem sobrevive do campo”, desabafou Rubens.

O secretário de Agricultura de Guarabira, Marcelo Bandeira, disse que a seca provoca também inflação, pois muitos produtos estão a preços exorbitantes no mercado porque os trabalhadores perderam suas safras. “Estou aqui não somente como secretário, mas também como produtor rural e sinto na pele as conseqüenciais dessa seca que castiga a região Nordeste. Estamos buscando saídas para isso dentro das nossas possibilidades, como um projeto aprovado para ampliação de pequenos barreiros e recuperação de poços artesianos em Guarabira. Vamos fazer a licitação e em breve iniciaremos esse trabalho nas propriedades rurais”, falou o secretário.

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>