João Pessoa terá cinco novos hotéis


O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Paraíba (ABIH-PB), José Inácio Pereira, João Pessoa e o Litoral Sul do Estado terão cinco novos hotéis até o início da Copa do Mundo, em junho do próximo ano. Os novos empreendimentos deverão aumentar a capacidade hoteleira de 9 mil para 9,8 mil leitos, além de gerar aproximadamente 700 novos postos de trabalho. O Ministério do Turismo espera que 600 mil turistas estrangeiros visitem o Brasil durante a Copa do Mundo.



Os hotéis estão sendo construídos nos bairros de Tambaú, Cabo Branco e Manaíra e no município do Conde, situado no Litoral Sul. De acordo com a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), dois hotéis devem ser inaugurados já no próximo mês, ambos construídos em Tambaú. Conforme o órgão, outras cinco empresas estão com projetos avançados para o início da construção, mas só estarão aptos a receber clientes depois da Copa do Mundo. 

Quatro hotéis de João Pessoa (Tropical Hotel Tambaú, Nobile Inn Royal, Ambassador Flat e Hotel Ouro Branco) já estão credenciados pela Fifa para hospedar turistas estrangeiros durante o Mundial de 2014. A ABIH-PB espera que até 30 pontos de hospedagem recebam o aval da entidade máxima do futebol e que a ocupação hoteleira na cidade gire em torno de 95% durante a realização do evento. 

“O setor hoteleiro de João Pessoa está crescendo com responsabilidade e de forma sustentável, porque não adianta criar muitos leitos para ficarem ociosos depois da Copa. Receber uma seleção da Copa do Mundo vai alavancar o turismo, já que o mundo todo estará olhando para o Brasil e suas cidades. Isso deixa um legado muito importante para o turismo do País”, disse o presidente da ABIH-PB. 

Restaurantes investem no atendimento A Copa do Mundo dura apenas um mês, mas os projetos de profissionalização da cadeia produtiva do turismo, caso saiam do papel e sejam bem executados, podem deixar um legado importante para as cidades envolvidas no evento. Apoiado nesta perspectiva, o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes na Paraíba (Abrasel-PB), Marcos Mozzini, acredita que os programas de qualificação dos profissionais e de consultoria para a adequação às normas da ABNT deverão impulsionar o segmento.

“Os bares e restaurantes do Brasil, como um todo, precisam receber essa qualificação. O nível de exigência na Europa é muito acima do nosso e, por isso, precisamos elevar o nível das empresas para receber esses clientes, que muitos estabelecimentos não estão acostumados a receber. O trabalho tem que ser feito em todas as áreas, desde o atendimento ao cliente até o processo de higienização”, observou Marcos Mozzini, ressaltando que os cursos de línguas estrangeiras que serão promovidos pelo Pronatec Copa e o Projeto de Qualificação Setorial do Turismo também serão importantes para atender os turistas.

O empresário José Lira, proprietário do restaurante Canoa dos Camarões, em Manaíra, decidiu aproveitar o momento de altos investimentos no turismo do País para seguir as exigências da ABNT e agregar valor ao estabelecimento. A expectativa é que a mudança aumente o faturamento mensal em 20% após as mudanças. Segundo ele, o investimento é alto, mas deve trazer o retorno financeiro esperado.

“Geralmente, nossos clientes são turistas de várias partes do Brasil. Mas um evento como a Copa do Mundo será importante para tornar a cidade conhecida em outros países. Os estrangeiros que conhecem João Pessoa gostam da cidade por causa das praias, tranquilidade, estrutura e hospitalidade do povo. Por isso é importante investir para atrair ainda mais”, afirmou José Lira. 

http://www.turismoemfoco.com.br/noti...os-hoteis.html

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>