Releitura da Bíblia provoca polêmica




"Na criação havia trevas, igualzinho aos apagões do FHC e da Dilma, e, pela sua voz, tudo foi criado, inclusive a luz que ilumina a vida de todo mundo". É assim que o pastor mineiro Ariosvaldo Carlos Junior, da Igreja Manifesto, de Uberlândia, no Triângulo, narra a criação do mundo, em uma releitura da Bíblia que vem causando polêmica na internet.

Intitulada "Bíblia Freestyle" (estilo livre, em português), ela foi criada na tentativa de cativar pessoas que, normalmente, não costumam ler o livro. "A ideia é contar as histórias da vida da maneira com que a gente conversa no dia a dia, levando, de uma forma simples e divertida, a palavra de Deus", afirmou o pastor.

A Igreja Manifesto, que já possui mais de dez anos de história, reúne, pelo menos, 200 fiéis em três encontros semanais. "É uma Igreja para todos e, principalmente, voltada para as tribos urbanas. Lá, vamos a cultos de bermuda, chinelos, sem preconceitos com o que o outro usa", contou o pastor. A Igreja possui unidades em Rondônia e também no Paraguai.

Repercussão.

 O site divide opiniões. "Que horror! Vamos respeitar a Bíblia, nada legal isso!"; "Infelizmente estamos perdendo a seriedade da palavra de Deus, muito triste isso"; "Muito legal a ideia, continue assim, e muitos serão evangelizados", dizem mensagens deixadas na página, que já teve mais de 200 mil acessos.

Para o coordenador do curso de teologia da Faculdade Batista, Reinaldo Pereira, a nova versão da Bíblia possui pontos positivos e negativos. "É válido por tentar atingir um público distante do cristianismo. Porém, uma leitura muito coloquial pode distorcer a verdade bíblica", analisou.

Fonte: Jornal OTEMPO
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...