João Pessoa é mercado de luxo emergente


João Pessoa teve o maior aumento no poder de consumo da família, alta de 10,9% desde de 2008, segundo dados do IPC Maps.

Refeições em restaurantes que poderiam pagar o salário mínimo, acessórios de moda que ultrapassam os quatro dígitos monetários, automóveis que de tão exclusivos precisam ser encomendados com meses de antecedência, residenciais que mais parecem hotéis cinco estrelas. Para alguns, esses objetos de compra representam cifras que beiram o impossível. Para outros, não passam de pequenos mimos necessários ao dia a dia, fato que vem colocandoJoão Pessoa como um dos mercados de luxo emergentes do Nordeste.

Um dos responsáveis por esse cenário é o potencial de consumo da classe A na cidade, que cresce em ritmo bem acima das demais classes econômicas. Dados do Índice de Potencial de Consumo (IPC Maps) mostram que na capital paraibana o consumo da classe A cresce à frente das classes B, D e E. No comparativo do potencial de consumo entre 2012 e 2013, o crescimento foi de 10,34%, saltando de R$ 2,9 bilhões para R$ 3,2 bilhões. Enquanto isso, o potencial de consumo da classe B cresceu em média 9,26%. Detalhe: são apenas 13.427 mil domicílios no perfil na capital, o que eleva fortemente o potencial de compra dessa classe A. É como se cada família gastasse, em média, este ano em torno de R$ 230 mil.

Não é à toa que concessionárias de marcas de carros importados como Land Rover, Jaguar, Audi e Volvo Escandinávia abriram recentemente concessionárias na capital, sem falar de inúmeras lojas de requintes como a decoração Della's Iluminação, ou de aparelhos família Apple, iPlace, que chegaram em João Pessoa antes de outras capitais do Nordeste. 

Os serviços com perfil classe A estão cada vez chegando em João Pessoa. Presente no mercado paraibano há pouco mais de dois meses, a Lux Limousine é uma empresa que aposta no translado de luxo. De acordo com o presidente da locadora, Pedro Lucena, a procura é alta, com expectativas de crescimento de 50% até o final deste ano. “A limousine é um carro famoso no mundo todo. Vários segmentos nos procuram, como noivas, aniversariantes de 15 anos e até empresas que querem divulgar seus produtos. A limousine traz mais glamour. Quem está associado a ela costuma ser mais valorizado”, disse.

Com contratos assinados até julho do ano que vem, o preço do serviço vai depender de quem contrata e o que planeja fazer com a limousine. O custo inicial do aluguel para festas, por exemplo, sai pela “bagatela” de R$ 2.200, preço que inclui a disposição do carro uma hora antes do evento e alguns mimos dentro do veículo, como aperitivos e champanhe. Além disso, é cobrada uma taxa de deslocamento, que vai depender da distância rodada pelo carro.

O longo comprimento do carro pode até parecer inviável, sobretudo em uma cidade como João Pessoa, onde o trânsito é cada vez mais difícil para veículos convencionais. O desconforto pode até ser sentido pelos observadores, mas para quem está dentro esta é uma palavra distante. Ar condicionado, iluminação e som ambiente, frigobar e televisão de 32” são só alguns dos serviços encontrados no interior do carro.

“A limousine não ostenta só riqueza. Ela ostenta antes de tudo prazer. Você ver uma pessoa chegar de limousine é deslumbrante, muda toda a atmosfera da ocasião. Semana passada mesmo, uma menina de 12 anos saiu da locadora chorando, emocionada porque os pais contrataram a limousine para seu aniversário”, disse Pedro Lucena.

João Pessoa cresce acima do NE

Os dados do IPC Maps mostram que das nove capitais nordestinas, João Pessoa foi a que teve o maior aumento no poder de consumo da família, alta de 10,9% desde de 2008. Além da capital paraibana, somente as cidades de Natal (7,2%) e Teresina (3,4%) tiveram desempenho positivo entre 2008 e 2013. As demais capitais do Nordeste tiveram retração no poderio de consumo: Salvador (-19,4%), Maceió (-16,6%), Recife (-9,1%), Fortaleza (-8,6%), São Luís (-6,7%), Aracaju (-3,7%).

Segundo Marcos Pazzini, diretor do IPC Marketing Editora, o ritmo acelerado em João Pessoa está ligado ao aumento do poder de compra da população. “O crescimento dos serviços de luxo tem a ver com demanda e com capacidade de pagamento. Como está havendo crescimento maior do potencial de consumo da classe A, os serviços demandados por esta fatia da população têm de ser atendidos, daí o aparecimento desses serviços em maior escala”, disse.

Protagonistas desse acelerado crescimento em João Pessoa, consumidores requintados e empreendimentos de luxo são encontrados nos metros quadrados mais valorizados da região, nos mais variados segmentos dos “super” serviços, como decoração, imóveis, veículos e alimentos. Para este ano, a expectativa é que o mercado de luxo cresça 10,34%.

http://nominuto.com/noticias/economi...rgente/102668/

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>