Superintendente da Rede Paraíba de Comunicação explica razões do fechamento da Paraíba FM

O superintendente da rede Paraíba de Comunicação, Guilherme Lima, emitiu comunicado informado as razões pelas quais o grupo de comunicação resolveu fechar a Rádio Paraíba FM. Guilherme alega que o projeto coordenado por Gutemberg Cardoso não surtiu os efeitos de audiências e financeiro esperados no tempo estipulado.

Comunico que, a partir da zero hora deste sábado, passaremos a transmitir a programação da CBN nas frequências 101,7 FM e 920 AM. As duas rádios passam a operar em rede.

Os motivos pelos quais tomamos essa decisão são de natureza exclusivamente empresarial. O projeto da Rádio Paraíba 101 FM, captaneado por Gutemberg Cardoso desde março de 2011 não gerou os resultados de audiência e financeiros esperados, apesar de conduzido com maestria por ele e por todos os que dele participaram.

Como reza a praxe empresarial, negócios que não se viabilizam ou que não se estruturam dentro de limites razoáveis de resultado e de tempo precisam ser reformulados em busca desse equilíbrio. Esta é a verdadeira e única razão por que decidimos mudar.

Saliento que nos próximos dias é de se esperar que sejam ventiladas diferentes versões sobre as razões da mudança, mas esqueçam-nas, porque asseguro que não terão base verdadeira, sejam quais forem. A Rede Paraíba de Comunicação não tem foco na política e suas decisões estratégicas são orientadas a resultados. Eventuais mudanças de rumo nos projetos que o grupo desenvolve serão sempre tomadas quando necessárias. É o presente caso e ponto.

A transmissão da programação CBN em frequência modulada é uma opção vitoriosa, já testada e presentemente adotada por diversos outros grupos de comunicação a que estamos ligados, por ser uma programação diferenciada, única e que possibilita à emissora atuar em faixa própria.

A programação que iremos oferecer aos ouvintes da Rádio CBN de João Pessoa ficará sob o comando editorial de Verônica Guerra, profissional séria, competente e de grande tino jornalístico. Essa programação terá foco na informação qualificada, no esporte e no entretenimento, com espaços locais nas manhãs e tardes, sem concorrer diretamente com nenhuma das rádios existentes em João Pessoa.

Aproveito para registrar aqui os meus sinceros agradecimentos a Gutemberg Cardoso e a todos os colaboradores que participaram do projeto da Rádio Paraíba 101 FM, pela dedicação e afinco com que trabalharam. Pelas razões expostas, esse projeto chega agora a seu termo, mas a experiência foi válida, enriquecedora. Gostaria também de dizer que o grupo mantem-se de portas abertas para receber novamente os que agora não serão aproveitados.


Atenciosamente,



Guilherme Lima

Imprimir artigoGuardar como PDF
>