GOVERNO DE ANGOLA FECHA IGREJAS EVANGÉLICAS BRASILEIRAS


O governo de Angola baniu a maioria das igrejas evangélicas brasileiras do país e acusa as entidades de praticar “propaganda enganosa” e “se aproveitam das fragilidades do povo angolano”.
Cerca de 15% da população angolana é evangélica, fatia que tem crescido, segundo o governo. 


Em 31 de dezembro do ano passado, morreram 16 pessoas por asfixia e esmagamento durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda. O culto reuniu 150 mil pessoas. Após o episódio, o governo abriu uma investigação.

Em fevereiro, a Universal e outras igrejas evangélicas brasileiras no país, a Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém, foram fechadas. No dia 31 de março deste ano, o governo levantou a interdição da Universal, única reconhecida pelo Estado.

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>