João Pessoa cria Núcleo de Turismo Receptivo





Seis empresas da capital paraibana vão trabalhar em conjunto com Sebrae e Convention Bureau

Os roteiros turísticos de João Pessoa terão maior visibilidade e estratégias de comercialização a partir deste ano. O Núcleo de Turismo Receptivo de João Pessoa - criado pelo Convention Bureau, Sebrae na Paraíba e empresários -vai traçar ações de melhoria para o setor. No dia 26 de abril, o núcleo recebeu a consultora do Sebrae no Paraná, Patrícia Albanez, e o empresário paranaense Adonai Arruda Filho, que repassaram suas experiências com o Núcleo de Turismo Receptivo de Curitiba (PR) aos paraibanos. “Em Curitiba, antes da criação do Núcleo, as agências ofereciam produtos muito similares, com poucos roteiros diferenciados. Com o trabalho organizado e em conjunto, foram formatados produtos específicos, a partir da cultura e das características da cidade”, destacou Patrícia. 

O empresário Adonai Arruda Filho, presidente do Núcleo de Curitiba, destacou a importância de se trabalhar em parceria com outras empresas. “Embora sejamos concorrentes, cada empresa tem seu produto diferenciado. Quando trabalhamos juntos, aumentamos o aspecto promocional do nosso destino e ganhamos força”, disse. 


Para a gerente de receptivo da Tambaú Turismo, uma das seis empresas de João Pessoa do Núcleo, Eluiza Garcia, é preciso fortalecer o setor para ganhar mais visibilidade e receber bem o turista. “Curitiba é um ótimo exemplo para as empresas daqui. Com o turismo receptivo forte, será bom para o empresário do setor e para a cidade como um todo”, enfatizou. 

O gerente-executivo de operações do Convention Bureau de João Pessoa, Ferdinando Lucena, destacou a importância da capital paraibana não apenas no turismo de lazer, mas também no de eventos. “O Centro de Convenções será inaugurado em breve e os profissionais que trabalham nessa área têm que estar capacitados e preparados. O Convention e o Sebrae estão juntos para apoiar e desenvolver o turismo em nossa cidade”, concluiu.


http://revistapegn.globo.com/

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>