Programa Mais Médicos dará prioridade a 107 municípios da PB – saiba quais são as cidades contempladas

O programa Mais Médicos lançado pelo Governo Federal nesta semana ampliará a presença destes profissionais nas regiões carentes do país, como os municípios do interior e periferias das grandes cidades. Instituída por medida provisória pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, a iniciativa ofertará bolsa de R$ 10 mil, paga pelo Ministério da Saúde, aos médicos que atuarão na atenção básica da rede pública de saúde. Terão prioridade na alocação desses profissionais 1.557 municípios de maior vulnerabilidade social, sendo 1.042 no Nordeste e 107 na Paraíba.

As medidas, regulamentadas por portaria conjunta dos ministérios da Saúde e da Educação, integram o Pacto pela Saúde, lançado pela presidenta Dilma em reunião com governadores e prefeitos de capitais no último dia 24, que prevê a aceleração de investimentos por mais e melhores hospitais e unidades de saúde e por mais médicos, totalizando R$ 15 bilhões até 2014. Deste montante, R$ 7,4 bilhões já estão contratados para construção de 818 hospitais, 601 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h) e de 15.977 unidades básicas. Outros R$ 5,5 bilhões serão usados na construção, reforma e ampliação de unidades básicas e UPAs, além de R$ 2 bilhões para 14 hospitais universitários.
Para selecionar e levar os profissionais às regiões carentes haverá lançamento de três editais: um para atração de médicos; outro para adesão dos municípios que desejam admiti-los; e um último para selecionar as instituições supervisoras.
Será aceita a participação de médicos formados no Brasil, que terão prioridade no preenchimento das vagas, e também a de graduados em outros países, com preferência para brasileiros. Os estrangeiros só ocuparão as vagas remanescentes após a escolha destes dois grupos.
No caso dos médicos formados no exterior, só poderão participar aqueles oriundos de faculdades de medicina com tempo de formação equivalente ao brasileiro, com conhecimentos em Língua Portuguesa, detentores de autorização para livre exercício da Medicina em seu país de origem e vindos de países onde a proporção de médicos para cada grupo de mil habitantes é superior à brasileira, hoje de 1,8 médicos/1 mil habitantes.
Já para os municípios, será preciso oferecer moradia e alimentação dos médicos, além de ter de acessar recursos do Ministério da Saúde para construção, reforma e ampliação das unidades básicas. Em todo o Brasil, os investimentos federais só na qualificação destes equipamentos de saúde somam R$ 2,8 bilhões, sendo R$ 168,9 milhões para a Paraíba.
Além dos 1.557 municípios de maior vulnerabilidade social, também terão prioridade 25 Distritos Sanitários Especiais Indígenas no país.
Diagnóstico – O programa Mais Médicos é um estímulo para a ida destes profissionais para os municípios do interior e para as periferias das grandes cidades, onde é maior a carência por este serviço. O Brasil tem oferta desta mão-de-obra menor que países como Argentina, México, Inglaterra, Portugal e Espanha.
Do ponto de vista regional, a situação é mais crítica: 22 estados estão abaixo da média nacional, sendo que seis têm menos de um médico para cada grupo de 100 mil habitantes. Em 1.900 cidades, a proporção é menor que um médico para cada três mil pessoas, e outras 700 não têm nenhum médico permanente. Mesmo os estados de média mais elevada sofrem com desníveis regionais, marcados pela concentração nos grandes centros urbanos e carência nas periferias.
Ação temporária – Com a MP assinada nesta segunda-feira é expandida a possibilidade de concessão de registros temporários para o exercício da medicina por estrangeiros, que ocuparão as vagas remanescentes após o chamamento dos médicos brasileiros.
Por um período de três anos, estes profissionais vão atuar exclusivamente na atenção básica e apenas nos postos a que forem designados no âmbito do programa. Durante este prazo, contarão com supervisão de médicos brasileiros e orientação de faculdades de medicina e terão de desempenhar jornada de trabalho de 40 horas semanais. A manutenção do visto e do registro temporário dependem do cumprimento destas regras.
Ao optar pelo registro temporário, não será preciso conceder o direito ao pleno exercício da medicina por meio do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos), que, se aplicado, daria ao estrangeiro a permissão para atuar em qualquer parte do País. Esta hipótese, além de significar aumento da disputa de mercado com os brasileiros, não atenderia ao objetivo do Governo Federal de preencher postos de trabalho hoje ociosos em regiões carentes.
Outra medida para mensurar a qualidade da formação dos estrangeiros é a obrigatoriedade de que eles participem de imersão de três semanas, em uma universidade participante do programa, logo após a chegada ao Brasil. Durante esta etapa, professores universitários avaliarão a capacidade técnica e de comunicação destes profissionais. Sendo aprovado, o profissional será inscrito no Conselho Regional de Medicina do estado em que trabalhará.
PARAÍBA
Água Branca
Aguiar
Alagoa Nova
Alcantil


Algodão de Jandaíra
Amparo
Aparecida
Araçagi
Arara
Araruna
Areia
Bananeiras
Baraúna
Barra de Santana
Bayeux
Belém
Belém do Brejo do Cruz
Bernardino Batista
Bonito de Santa Fé
Borborema
Brejo dos Santos
Cachoeira dos Índios
Cacimba de Dentro
Cacimbas
Cajazeirinhas
Campo de Santana
Carrapateira
Catingueira
Conceição
Conde
Congo
Coremas
Cruz do Espírito Santo
Cubati
Cuité
Cuité de Mamanguape
Curral de Cima
Damião
Diamante
Dona Inês
Gado Bravo
Gurinhém
Ibiara
Igaracy
Imaculada
Ingá
Itapororoca
Itatuba
Jacaraú
João Pessoa
Juarez Távora
Juazeirinho
Juripiranga
Juru
Lagoa de Dentro
Lastro
Livramento
Lucena
Manaíra
Mari
Matinhas
Maturéia
Mogeiro
Montadas
Monte Horebe
Mulungu
Nazarezinho
Nova Floresta
Nova Olinda
Olho d´Água
Passagem
Pedra Lavrada
Pedras de Fogo
Pedro Régis
Piancó
Picuí
Pilões
Pilõezinhos
Pirpirituba
Pocinhos
Remígio
Riachão
Riachão do Bacamarte
Riachão do Poço
Salgado de São Félix
Santana de Mangueira
Santana dos Garrotes
Santarém
São Francisco
São João do Rio do Peixe
São João do Tigre
São José de Piranhas
São José de Princesa
São José dos Ramos
São Sebastião do Umbuzeiro
Sapé
Seridó
Serra da Raiz
Serra Grande
Serra Redonda
Solânea
Taperoá
Teixeira
Triunfo
Umbuzeiro
Vieirópolis
Vista Serrana


http://www.patostv.com/
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...