Tião Viana e aliados tentam responsabilizar TelexFREE pela quebradeira do comércio acreano


O setor do comércio no Acre atravessa uma de suas maiores crises. Segundo informações enviadas ao Acrealerta.com, a circulação de dinheiro simplesmente paralisou fazendo com que as vendas nos últimos três meses literalmente despencassem. A denúncia foi feita por uma funcionária do Via Verde Shopping, que pediu para não ter seu nome revelado.

Segundo a denunciante, gerente de uma das maiores franquias instaladas no Shopping, as vendas da loja nunca atingiram índices satisfatórios, ficando sempre abaixo das metas. Mas, nos últimos dois meses, literalmente despencaram e muitos lojistas sequer estão conseguindo honrar suas despesas junto à administração do Shopping e franqueadoras e estão fechando as portas.
“Nos últimos dias, de uma só vez, 3 lojas fecharam suas portas”, disse. As lojas seriam a Caracol, Pastorinha e Yet Presentes.
Mas isso não é o pior, afirma nossa fonte. A gerente comenta ainda que as principais lojas, conhecidas como “âncora”, que garantem a atração e fluxo de clientes para o Shopping, também estão acumulando grandes prejuízos e já planejam fechar as portas no Acre.
Uma delas seria a Bemol, que já havia levantado à possibilidade de sua saída. “A saída da Bemol seria um passo que as lojas Americanas e Renner também fechem”, afirma nossa fonte.
Há pouco mais de dois meses a direção do Grupo Araújo, um dos maiores empregadores do Acre, anunciou o fechamento de sua Loja no Via Verde Shopping. A negociação teria contado inclusive com intermediação do Governo do Acre, de maneira que a saída do Grupo fosse tratada de forma cautelosa, sem mídia, ocultando o suposto fracasso do maior empreendimento comercial do estado, também articulado pelo governo de Tião Viana (PT).
Bode expiatório
Hoje (28), uma entrevista veiculada em sites locais trouxe a declaração do presidente da Associação Comercial do Acre (leia) responsabilizando a TelexFREE pelo caos no comércio local, fez ressurgir uma denúncia recebida por nossa redação acerca de uma reunião com representantes do setor comercial e governador do Acre, Tião Viana.
A reunião, tratada em absoluto sigilo, teria como pauta a solicitação do apoio de Tião Viana para o fechamento da empresa TelexFREE. Subservientes, temendo responsabilizar o governo pela a incompetência na implantação de políticas de atração de indústrias e geração de emprego e renda no Acre, correndo o risco de serem banidos dos esquemas de licitações direcionadas e outros negócios executados pelo governo, os empresários trataram de atribuir o caos no comércio acreano a forte atuação de empresas de Marketing Multinível no estado.
Fonte: Acre Alerta

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>