Convênio entre Governo do Estado e Federal garante obras de esgotamento sanitário para Guarabira

O ministro das Cidades, Gilberto Occhi, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e o secretário de Estado de Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo, assinaram nesta quinta-feira (21), em João Pessoa, contrato do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), no valor de R$ 247 milhões, para obras de esgotamento sanitário e abastecimento de água nos municípios de Bayeux, Cabedelo, Santa Rita e Guarabira. Desse total, R$ 201 milhões foram firmados com o Governo do Estado e R$ 46 milhões foram fechados diretamente com a Prefeitura Municipal de Santa Rita.


“Um momento como esse nos faz pensar que nosso caminho está sendo traçado de forma correta. Afinal de contas, quando se autoriza e se contrata 466 km de esgotamento sanitário estamos pensando, acima de tudo, na qualidade de vida e no bem estar de toda a população. A Paraíba está preparada e vai continuar colaborando com o que é possível dentro das suas competências para realizar um bom trabalho e logo mais transformar esses recursos que estão chegando em obras e, efetivamente, em qualidade de vida”, destacou o secretário João Azevedo, que representou Governo do Estado na solenidade, ocorrida na superintendência da Caixa Econômica Federal, na Avenida Epitácio Pessoa.
Também assinaram o documento o presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Deusdete Queiroga, e o superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF), Elan Miranda.
Pelo convênio, o município de Guarabira será beneficiado com R$ 17,1 milhões, destinados à melhoria da reservação e distribuição de água no município. Já os municípios de Bayeux, Cabedelo e Santa Rita serão contemplados com 100% de esgotamento sanitário.
Na ocasião, o ministro Gilberto Occhi também entregou a portaria publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (20), anunciando a liberação em breve de R$ 130 milhões para complementação dos recursos da segunda etapa da Adutora Translitorânea, que vai otimizar o fornecimento de água em João Pessoa.
O presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, enfatizou que os trabalhos devem iniciar ainda este ano. “Após a conclusão dessas obras, a Região Metropolitana de João Pessoa ficará com um dos melhores percentuais de saneamento entre as Regiões Metropolitanas do País. João Pessoa atualmente tem 66% de esgotamento sanitário e essa universalização do serviço em Cabedelo, Bayeux e Santa Rita eleva a situação da metrópole, representando saúde preventiva, melhorias no ponto de vista ambiental, despoluição dos rios e qualidade de vida. Essas obras são fundamentais para saúde pública da população”, ressaltou.
Na solenidade, o ministro Gilberto Occhi comentou a importância da universalização da coleta e tratamento de esgotos, que agora chega a três municípios do Estado. “Estamos chegando à universalização do saneamento nessas cidades e fechar esse compromisso aqui na Paraíba nos deixa muito satisfeitos. Ter uma cidade 100% saneada nesse País ainda é uma raridade, o que demonstra o quanto a questão do esgotamento sanitário ficou abandonada durante tantos anos. Mas o Governo Federal também está recuperando rapidamente esse tempo perdido apoiando massivamente as cidades. Vamos melhorar cada vez mais o saneamento no Estado da Paraíba”, disse.
Em andamento – A chegada dos recursos do PAC 2 irão garantir a universalização do esgotamento sanitário nas cidades de Bayeux, Cabedelo e Santa Rita e melhorar o abastecimento de água em Guarabira, mas a Cagepa já vem trabalhando nesses municípios para levar saúde e qualidade de vida para a população. “O recurso do PAC 2 irá complementar o que já vem sendo feito nessas cidades”, explicou o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga.
Nessas obras, estão sendo investidos pelo Governo do Estado R$ 20 milhões em Cabedelo, R$ 23 milhões em Santa Rita, R$ 11 milhões em Bayeux e mais de R$ 10 milhões em Guarabira.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...