Vespas gigantes perseguem vítimas e matam dezenas na China


Enxames de vespas gigantes já mataram 42 pessoas no noroeste da China nos últimos meses, em meio ao aumento das temperaturas e ao desenvolvimento urbano, que levam os insetos em direção às cidades.

Os ataques começaram em julho, declarou nesta quinta-feira (3) a agência de notícias oficial Xinhua, com 1.640 pessoas sendo picadas por esses animais. Destas, 206 estão sendo tratadas no hospital, segundo a agência, citando a Comissão de Planejamento Familiar e Saúde Nacional.

As vespas chegam a ter 5 centímetros de tamanho e ferrões de 6 milímetros. A picada do inseto pode causar reações alérgicas, falência múltipla de órgãos e, eventualmente, até matar.
"Com a maior utilização do ar-condicionado, o desenvolvimento da paisagem urbana e das áreas residenciais, as vespas começaram a migrar e a se mudar para as cidades, o que aumentou a chance de ter pessoas feridas", informou a Xinhua.
As autoridades estão destruindo ninhos, pregando placas de alerta e alertando o público por TV, rádio e Internet, segundo a agência. Moradores foram instruídos a usar mangas compridas quando saírem e não tentar afastar os enxames.
"A Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar mobilizou tratamento médico emergencial e aumentou a prevenção e a propaganda para ajudar a minimizar as vítimas", afirmou a Xinhua.
O jornal "Shaanxi Daily" informou que os ataques se concentraram nas cidades de Ankang, Hanzhong e Shangluo.
Para Huang Rongyao, um funcionário de alto escalão preocupado com o controle de pragas em Ankang, o aparecimento das vespas nas cidades está ligado às temperaturas mais quentes do que o normal na região.
"Além disso, vespas são sensíveis a cores brilhantes, ao cheiro do suor humano, a álcool, perfume, a todos os artigos especialmente perfumados e a coisas que são doces", disse Huang.
Hua Baozhen, professor de entomologia na Northwest University Agriculture Forestry, atribuiu os ataques principalmente a uma diminuição do número de inimigos naturais das vespas, como as aranhas e os pássaros, devido às mudanças ecológicas.
CNWEST, o portal de notícias estatal da província de Shaanxi, declarou que o departamento florestal provincial enviou três equipes de funcionários para sensibilizar o público sobre os riscos das vespas. 
(Com Reuters e AFP)

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>