Ricardo anuncia estaleiro e primeira fábrica da cadeia produtiva da FIAT

O governador Ricardo Coutinho anunciou, um dos maiores investimentos privados da história da Paraíba.

 Trata-se da construção do maior estaleiro de reparos de navios da América do Sul pelo grupo americano McQuilling Services LLC, no município de Lucena, Litoral Norte do estado.


 Além desta, também será instalada na Paraíba a primeira indústria da cadeia produtiva da Fiat na Paraíba, a GME Brasil. Juntas, ela irão investir quase R$ 2 bilhões e gerar mais de 6 mil empregos diretos e indiretos. As duas empresas assinaram protocolos de intenção com o Governo do Estado, em solenidade realizada no Palácio da Redenção.

O investimento previsto para a construção da Empresa de Docagens Pedra do Ingá (EDPI) em Lucena é de R$ 1,9 bilhão, a qual deverá gerar 1.500 empregos diretos e outros 4.500 postos de trabalho indiretos. 

Já a GME Brasil vai se instalar em Caaporã, com aporte financeiro de R$ 6 milhões. Os empreendimentos incentivados pelo Governo do Estado colocam a Paraíba como protagonista nos segmentos naval e automotivo.

“É uma nova realidade que surge para Lucena, estagnada depois da proibição da pesca da baleia, e toda Paraíba. E agora temos o maior investimento que este estado já viu naquela região. Vamos mudando a cada dia o perfil da Paraíba, com este investimento de projeção internacional. E outros mais que verificam na Paraíba um ambiente preparado para estimular a iniciativa privada, o desenvolvimento econômico e social”, pontuou o governador Ricardo Coutinho, comentando sobre o marco histórico que as empresas representam na economia paraibana.

Com estes recursos, os investimentos privados na Paraíba nos últimos 3 anos totalizam R$ 4,4 bilhões. “Estes números são o fruto do esforço de toda equipe na estruturação da Paraíba e captação de investimentos. Com uma política ofensiva para compensar o tempo que o Estado passou no atraso, garantindo a competitividade regional e nacional. E queremos mais, estamos abrindo parques industriais e construindo condições para o estado, as empresas e a população ganhar”, destacou Ricardo Coutinho.

Estiveram presentes à solenidade, o secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira; o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano; o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano; a presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba, Tatiana Domiciano; além do deputado estadual Mikika Leitão.

O prefeito de Lucena, Marcelo Sales, participou da assinatura de protocolos e destacou a mudança que será provocada na economia do município. “Nossa cidade a partir de hoje é outra. Lucena era muito carente de emprego e renda. A proibição da pesca da baleia desempregou mil famílias. Agora, a solução que o governador disse que encontraria, chegou. Todos estão de parabéns e agora é a redenção da nossa cidade”, comemorou.

Referência mundial – A Empresa de Docagens Pedra do Ingá construirá no distrito de Costinha, em Lucena, um estaleiro de reparo de grande porte. Será o maior estaleiro de reparos e docagens de navios do hemisfério Sul, e comparável às maiores instalações do gênero no mundo, com previsão para iniciar suas operações em 2017.
De acordo com o secretário executivo de Indústria e Comércio, Marcos Procópio, o empreendimento é o de maior projeção na Paraíba, pelo aspecto do valor de investimento (R$1,9 bilhão) e pelo surgimento de uma nova matriz de desenvolvimento. “É um projeto de valores e localização que colocam a Paraíba como referência para as embarcações que transitam pelo Atlântico e precisam, a cada 5 anos fazer revisões e reparos”, comentou o secretário.

Representante do grupo de investidores McQuilling Services LLC, Celso Souza, destacou que as primeiras operações do estaleiro deverão começar em aproximadamente dois anos. “Estaremos desde já iniciando o projeto para instalação, cuidando de todos critérios estruturantes e ambientais para termos pleno sucesso no empreendimento. Para chegarmos à funcionalidade plena, levaremos 36 meses, gerando emprego para os paraibanos desde a construção até o funcionamento do estaleiro”, detalhou. O nome Empresa de Docagens Pedra do Ingá foi escolhido, segundo Celso, para homenagear o estado diante da hospitalidade recebida desde as primeiras tratativas com o governo local.

A outra indústria anunciada na tarde desta quinta-feira foi a EFG – Automação e Robotização de Linhas de Montagem, pertencente ao Grupo GME Brasil. O projeto da multinacional automotiva terá investimentos de R$ 6 milhões, e a previsão inicial é de gerar 120 empregos diretos. A empresa será construída em Caaporã, e seu objetivo é atender a demanda das três novas linhas de produtos que serão desenvolvidas na planta de Goiana, no vizinho estado de Pernambuco.

De acordo com o diretor comercial do Grupo GME, Geraldo Lima, a empresa projeta e constrói as máquinas que fazem a montagem dos veículos, bem como os robôs e os programas que são usados no processo. Na Paraíba, a unidade será responsável por desenvolver os equipamentos utilizados pela Fiat, que está sendo construída em Goiana, Pernambuco. O projeto é o primeiro da cadeia produtiva da montadora a instalar-se no Estado.

“Verificamos que a região de Goiana estava já saturada de empreendimentos e a Paraíba mostrou-nos ótimas condições de investimentos. E não tivemos dúvidas na escolha do Estado. Já temos 30 jovens paraibanos recebendo treinamentos em nossa sede, no Paraná. E queremos já nas primeiras quinzenas do próximo ano iniciar os trabalhos em Caaporã”, detalhou.

Para a presidente da Cinep, Tatiana Domiciano, a região de Goiana, do lado pernambucano, e Caaporã, na Paraíba, é de interesse comum entre os dois estados e ambos só têm a ganhar com a vinda das empresas. “Vivemos um momento positivo para o Litoral Sul da Paraíba. Tanto com os empreendimentos focado em nosso estado, como o Polo Cimenteiro, que nos fará o segundo maior produtor do país. Assim como a Fiat em Pernambuco, permite que empresas complementares venham para nosso estado, além de gerar emprego e renda para os paraibanos nos dois lados da divisa”, comentou a presidente.


http://www.paraiba.pb.gov.br/81865/r...a-da-fiat.html
__________________

Imprimir artigoGuardar como PDF
Postar um comentário
>